Alergenicidade: Moderada
Taxa / Taxon
Quercus rotundifólia Lam., Q.suber L., Q. robur L
Família
Quercus
Nome comum
Azinheira, azinho, sobreiro, chaparro, sobro, carvalho, carvalho-vermelho, albarinho, alvarinho
Forma
Circular a triangular com lados convexos (visão polar) e oblada e elíptica (visão equatorial)
Tamanho
22 – 35 µm (pequeno a médio)
Biologia / Ecologia
Plantas predominantemente arbóreas. A azinheira e o sobreiro apresentam folha persistente, o carvalho-vermelho folha caduca. Seu fruto bolota. As flores masculinas em amentos e as femininas em panículas. Importantes em termos económicos, pelo fruto, madeira e cortiça. O carvalho-vermelho distribui-se particularmente nas regiões entre Douro e Minho e na Beira Litoral, a azinheira é muito abundante em Portugal, formando extensos montados denominados “montados de azinho”. O sobreiro, árvore de onde se extrai a cortiça, também é comum em todo o País mas é mais frequente no Sul do País, frequentemente associado à azinheira e carvalho-cerquinho e existe em matas e estremes ("montados de sobro").
Características
Trizonocolpado com colpos muito amplos. Ornamentação escábrida. O pólen morfologicamente é similar entre as várias espécies do género Quercus, apresentando diferenças em termos de dimensão.
Período de polinização
Março a Julho
Polinização
Anemófila
Comentários
Apresenta um ritmo bianual reprodutivo.

Previsão da concentração de Quercus em Portugal Continental

2018-11-30 a 2018-12-06

Carvalhos

SOBRE A SPAIC

Fundada em 1950, a SPAIC é a maior associação científica nacional que agrega especialistas médicos (Imunoalergologistas), investigadores e técnicos dedicados ao estudo da alergia, asma e imunologia clínica, organizando e patrocinando regularmente uma gama alargada de programas de formação e desenvolvimento profissional nestas áreas.

Ler mais

PESQUISAR HISTÓRICO

Pode consultar neste site o Boletim Polínico de cada semana, desde 20 Março de 2006. 

Todos os Boletins contêm dados por região, e as concentrações por tipo de pólen.

Ler mais

RECOMENDAÇÕES AO DOENTE

Consulte o Boletim Polínico, disponível todo o ano neste site, e na Primavera também em alguns meios de comunicação social, para saber as concentrações dos pólenes no ar ambiente (baixas/moderadas/elevadas).

Ler mais