Boletim Polínico : Boletim Polínico - Nº 5, 15 a 21 de Abril

Em Vila-Real (região de Trás-Os-Montes e Alto Douro), os pólenes encontram-se em níveis baixos. Na atmosfera predominam os pólenes das árvores pinheiro, carvalhos e bétula.

No Porto (região de Entre Douro e Minho), os pólenes encontram-se em níveis baixos, com predomínio dos pólenes das árvores pinheiro e carvalhos e da erva urtiga.

Em Coimbra (região da Beira Litoral), os pólenes encontram-se em níveis moderados, com predomínio dos pólenes das árvores pinheiro e carvalhos e da erva urtiga.

Em Castelo Branco (região da Beira Interior), os pólenes encontram-se em níveis elevados, na atmosfera predominam os pólenes das árvores carvalhos, e das ervas urtiga, gramíneas, azeda e tanchagem.

Em Lisboa (região de Lisboa e Setúbal), os pólenes encontram-se em níveis moderados, com predomínio dos pólenes das árvores carvalhos e pinheiro e das ervas urtiga e parietária.

Em Évora (região do Alentejo), os pólenes encontram-se em níveis muito elevados, em particular devido aos pólenes das árvores azinheira e plátano, e das ervas urtigas, gramíneas, azeda e tanchagem.

Em Portimão (região do Algarve), os pólenes encontram-se em níveis muito elevados, na atmosfera predominam os pólenes das árvores carvalhos e oliveira e da erva urtiga e tanchagem.

No Funchal (região autónoma da Madeira), os pólenes encontram-se em níveis baixos, com destaque para os pólenes das árvores pinheiro, cipreste, plátano e bétula e das ervas urtiga e parietária.

Em Ponta Delgada (região autónoma dos Açores), os pólenes encontram-se em níveis moderados, com predomínio dos pólenes das árvores pinheiro, plátano e cipreste e da erva urtiga e parietária.

SOBRE A SPAIC

Fundada em 1950, a SPAIC é a maior associação científica nacional que agrega especialistas médicos (Imunoalergologistas), investigadores e técnicos dedicados ao estudo da alergia, asma e imunologia clínica, organizando e patrocinando regularmente uma gama alargada de programas de formação e desenvolvimento profissional nestas áreas.

Ler mais

PESQUISAR HISTÓRICO

Pode consultar neste site o Boletim Polínico de cada semana, desde 20 Março de 2006. 

Todos os Boletins contêm dados por região, e as concentrações por tipo de pólen.

Ler mais

RECOMENDAÇÕES AO DOENTE

Consulte o Boletim Polínico, disponível todo o ano neste site, e na Primavera também em alguns meios de comunicação social, para saber as concentrações dos pólenes no ar ambiente (baixas/moderadas/elevadas).

Ler mais